Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Velocidade | 22/12/2014

Scroll to top

Top

One Comment

Rossi diz que a MotoGP está muito perfeita e chata

A discussão sobre a qualidade e emoção das provas da MotoGP já vem sendo discutida há muito tempo no nosso podcast, o Café com Velocidade. Acredito que há bons seis meses temos falado sobre a falta de emoção que ronda a maior categoria da motovelocidade no mundo e o que seria possível ser feito para mudar esse panorama.

E eis que no início dessa semana ninguém menos que Valentino Rossi concedeu uma entrevista para a BBC, reproduzida no Autosport, na qual ele diz em exatas palavras: “Meu sentimento é que muito terá de ser alterado para o futuro, pois agora é o pior momento para a MotoGP desde que eu entrei”, disse e ainda completou com “????? o mais chato porque as corridas são meio ruins”.

Quando você lê um piloto que está há 12 anos nas pistas e venceu sete títulos conceder tal declaração é porque as coisas ficaram complicadas mesmo. A conclusão de Rossi é fundamentada nas categorias de base, Moo3 e Moto2, as quais define como emocionantes, fantásticas e quando se chega na MotoGP é difícil até de se manter acordado.

Para ele, o nível da categoria é fantástico, as motos e pilotos são rápidos, mas muito perfeitos. E qual seria a solução? Segundo Rossi, os novos talentos da base da motovelocidade são rápidos, jovens e se divertem nas corridas. Isso faz a diferença.

O que você acha disso? A MotoGP está em crise? O que poderia ser feito para alterar esse cenário?

Falamos mais uma vez sobre o tema no podcastàdessa semana, que logo estará aqui no blog também.

  • Share on Tumblr
  • Igor Côrtes

    Já não é de hoje que eu venho dizendo que se a Globo colocasse a Moto 2 ou a Moto 3 no lugar da Fórmula 1, o ibope subia em semanas.