Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Velocidade | 30/10/2014

Scroll to top

Top

No Comments

Indy: Hunter-Reay vence e decisão fica para Fontana

O circuito de rua de Baltimore foi palco neste domingo da penúltima etapa da temporada 2012 da Fórmula Indy, uma prova que poderia decidir o título do campeonato. Porém, Ryan Hunter-Reay não deixou Will Power comemorar antes a conquista e parar piorar, se aproximou bastante do australiano no campeonato e a decisão do título está totalmente aberta para a última prova. Foi uma corrida bem amarrada, cheia de amarela, chuva e batidas e no fim, levou aquele que uniu melhor competência com uma boa estratégia de paradas.

No início, Will Power sustentou a ponta seguido de Scott Dixon e Sebastien Bourdais. Quem acabou ganhando algumas posições na largada foi o francês Simon Pagenaud, que pulou da nona para sétima colocação, ultrapassando a Justin Wilson e Ed Carpenter. Simona de Silvestro acabou danificando o bico na primeira volta e logo parou nos pits para reparos, caindo pra a última colocação. Na quinta volta, Bourdais foi para cima de Dixon e assumiu a segunda colocação da corrida.

Um dos postulantes ao título, Ryan Hunter-Reay acabou passando Mike Conway pela 11ê colocação, mas logo levou o troco. Alguns pilotos começaram a parar nos pits na sétima volta, dentre eles Rubens Barrichello, Marco Andretti e Graham Rahal. Daí na nona volta aconteceu a primeira bandeira amarela depois que Carpenter bateu no muro e por lá ficou. Na volta 14 a prova recomeçou e Will Power novamente conseguiu sustentar a ponta com Bourdais no encalço dele.

Dois toques na primeira volta entre Hélio Castroneves e Mike Conway com o inglês rodando e o brasileiro Bruno Junqueira também acabou rodando e a bandeira amarela foi acionada. Dario Franchitti aproveitou e parou durante a amarela. JR Hildebrand parou para trocar o bico. A prova recomeçou na volta 18, já com pista bem molhada devido a chuva que começou a cair. Power largou bem e manteve a ponta. EJ Viso e Hélio Castroneves acabaram rodando, mas conseguiram retornar a prova.

Na volta 19, Marco Andretti bateu na barreira de pneus e provocou a terceira bandeira amarela. Muitos pilotos aproveitaram para parar, dentre eles os ponteiros. Bandeira verde foi dada na volta 22 e Hunter-Reay, que não parou nos pits, manteve a ponta enquanto Dario Franchitti acabou rodando no meio do bolo depois de um toque da Simona. Com isto, mais uma vez o carro de segurança voltou a pista. Hunter-Reay aproveitou para fazer a parada junto dos outros pilotos que ainda não haviam parado. Barrichello aproveitou e parou novamente.

Na volta 25 os carros relargaram e Takuma Sato, que herdou a ponta com as paradas dos outros pilotos, permaneceu na primeira colocação. Na volta 27, Power voltou aos pits para retornar aos pneus slicks, já que havia arriscado os de pista molhada e a chuva parou. Na 33, outra bandeira amarela depois que James Jakes entrou debaixo dos pneus. Sebastien Bourdais acabou abandonando a corrida durante a amarela. Bandeira verde na 36 e Pagenaud assumiu a primeira colocação ultrapassando Hunter-Reay.

James Hinchcliffe ficou parado na pista com problemas no carro e novamente a amarela apareceu. Mais outra tentativa de se ter corrida na volta 40 com Pagenaud mantendo a ponta, mas não durou dez segundos, pois Simona bateu no muro e a amarela voltou. Três voltas depois a prova recomeçou e Pagenaud se sustentou na frente. Pagenaud parou nos pits na volta 51 e Hunter-Reay assumiu a liderança da corrida. Tony Kanaan acabou tocando no muro na 53 e ficou lento na pista, dando adeus as pretensões de um bom resultado.

Will Power, que pulou para a ponta depois que Hunter-Reay parou, também entrou nos pits na volta 57 para a última parada dele e voltou na oitava colocação. A liderança caiu nas mãos de Ryan Briscoe. Atrás do neozelandês estavam Hunter-Reay e Pagenaud, estes sim nas posições reais e na briga pela vitória. Power voltou com tudo e depois de passar Castroneves e Franchitti, pulou para quinta colocação. Faltando dez voltas para o fim, Charlie Kimball acabou batendo no muro e mais uma bandeira amarela foi acionada.

A prova recomeçou faltando seis voltas e Hunter-Reay e Pagenaud passaram Briscoe e pularam na frente. Um acidente envolvendo cinco carros provocou nova amarela. Tudo começou quando Barrichello passou Conway e o inglês acabou batendo na barreira de pneus. Justin Wilson, que vinha atrás, bateu também e aí vieram James Hinchcliffe e Marco Andretti. A prova recomeçou faltando duas voltas e Hunter-Reay sustentou a ponta. Barrichello ultrapassou Power pela quinta colocação. No fim, Hunter-Reay confirmou a vitória com Briscoe em segundo e Pagenaud em terceiro.

Confira abaixo o resultado final da corrida:

  • Share on Tumblr