Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Velocidade | 02/09/2014

Voltar para o topo

Topo

Sem comentários

Fórmula Indy: Fast Foward ou Fast Reward?

Jorge Pezzolo

Prometo que semana que vem, antes de viajar falarei minha aposta para quem será o grande campeão da categoria em Fontana. Mas hoje quero chamar a atenção para uma discussão que está pegando foto entre os fanáticos por Indy do mundo todo: o Fast Foward, ou a nova forma da categoria apresentar os resumos de suas provas no Youtube.

A Indycar tem um dos canais mais tradicionais do Youtube, sei disso porque ela nasceu em 2006 antes mesmo da Pezzolo TV, que foi em 2007. Eram muito poucos os canais no Youtube de automobilismo, quanto mais de uma categoria internacional como a Indy. O mais legal é que nesta época inicial do Youtube o vídeo podia no máximo ter 360p e 10 minutos. Muito se perdeu, como na Pezzolo TV, que só tem no ar os vídeos desde 2010, mas da Indy estão lá. O primeiro postado pela categoria foi as 500 milhas de Indianápolis de 2006.

Tínnhamos no canal vídeos amadores, como este de Milka Duno batendo papo com Al Unser durante um treino:

Bem, com esse trabalho a Indycar conquistou uma série de fãs pelo mundo que se acostumaram a só ver as corridas no Youtube, até porque nos seus países não passa a categoria em nenhum canal. Este ano, prometeram uma novidade que eram as corridas na íntegra no Youtube. Todo mundo se animou, mas quando publicaram o primeiro vídeo, uma decepção: só podia ver quem estava nos EUA.

Bem, ficamos elas por elas, certo? Errado! A Indycar lançou o Fast Foward, uma maneira mais “animada” de resumir suas corridas, como vocês podem ver no vídeo de Baltimore. Vejam alguns comentários retirados do canal:

“Eu vivo no Reino Unido e não posso pagar pela Sky Sports, eu tenho que dizer que estou completamente decepcionado com esses resumos. Eu não consigo ter idéia como foi a corrida!”

“Estes vídeos são tão frustrante para aqueles que não vivem nos Estados Unidos! Não temos qualquer cobertura e dependíamos deste conteúdo para nos mantermos atualizados. A transmissão ao vivo no site da IndyCar foi descontinuada, os destaques da corrida pararam e agora estes resumos horríveis. A Indycar cada vez mais se distanciando dos fãs”

“Because it will be never be like the older ones, Indycar doesn’t understand that we don’t need this high energy shit”
Não traduzirei…

“Este canal está ofendendo a série: destaques mal editados e restrição regional sobre os vídeos? Eu não estou te seguindo, IndyCar. Não mais.”

“Como um fã de corrida canadense isso é tudo o que eu vi. Tsn decidiu passar tênis no lugar do VT”

“O que é muito decepcionante é que sou obrigado a pagar 90 dólares por mês para assistir IndyCar via Foxtel. Eu costumava ser capaz de pagar cerca de 30 por ano por uma assinatura anual. Eu não posso acreditar que temos um grande piloto australiano como Will Power, que não pode ser visto na TV daqui!”

Pois é amigos! O jeito para todos os fãs de Fórmula Indy é ver as corridas antigas, como esta de Fontana em 2002 que ainda está no ar interinha no Youtube da Indycar. Aproveitem e vejam a bobagem que Hideki Noda fez com 30 minutos de vídeo!

  • Share on Tumblr