Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Velocidade | 21/08/2014

Voltar para o topo

Topo

Um comentário

FIA WEC: Deu Toyota nas 6 horas de Interlagos

Thiago S. Rosa

A Toyota entrou este ano na disputa do Mundial de Endurance e parecia que iria penar algum tempo contra a Audi nesta disputa. Mas nas 6 horas de Interlagos, os japoneses mostraram que não vieram para brincadeira e conseguiram a primeira vitória da marca na categoria, sendo também a primeira conquista de um carro movido com motor Hybrido a gasolina. Veja um pequeno resumo do que aconteceu nestas 6 horas de corrida.

A largada parecia ser tranquila, com todos os carros passando bem pelo S do Senna e pela reta oposta.Porém, naàsaídaàda curva do Lago, dois carros da LMP2 acabaram se chocando e rodando, mas logo ambos voltaram a pista. O problema é que a rodada acabou causando o acidente entre Fabien Giroix, outro LMP2, que tocou na traseira da Ferrari F458 da Krohn Racing, pilotada pelo dono da equipe Tracy Krohn. Ambos perderam muitas voltas da corrida por conta do acidente.

Ainda na primeira hora de corrida, o time da Toyota, liderado por Nicolas Lapierre no inicio, manteve a ponta com uma boa vantagem para o Audi R18 Ultra, que vinha com Allan McNish no carro. Depois de aproximadamente 30 minutos de corrida, houve a inversão entre os protótipos da montadora alemã, com o R18 e-tron quattro pilotado por Michel Fassler tomando o segundo lugar. Ainda no inicio, o Morgan Nissan da OAK Racing rodou na pista, causando o primeiro tumulto da corrida. Nada de mais sério e a prova seguiu com Toyota e os 2 Audi a frente, seguidos pelos 2 carros da Rebellion Racing.

As primeiras paradas nos boxes aconteceram sem muita mudança nas posições no bloco da frente. Continuava a liderança tranquila do protótipo japonês, que na segunda parada teve Alexander Wurz como piloto. Na tentativa de alcançar seus rivais, o experiente Tom Kristensen tocou na Ferrari F458 da Krohn Racing no S do Senna, rodando e perdendo mais de 20 segundos em relação ao ponteiros. Mas o grande lance da corrida veio a seguir. O Oreca 03 Nissan da Signatech número 26, dos pilotos Jordan Tresson, Franck Mailleux e Oliver Lombard, acabou perdendo uma roda do seu carro, e foi acionado o Safety Car neste momento. Assim, se consolidou a diferença de 1 volta entre o TS030 Hibrido da Toyota em cima do R18 e-tron quattro da Audi.

Após este incidente, as voltas se começaram a se suceder de forma mais tranquila, sem grandes enroscos. Na altura da 4ð hora de corrida, o outro carro da OAK Racing, que tinha Betrand Baguette, Dominik Kraihamer e Alex Brundle como pilotos, apresentou problemas e parou na descida do lago, abandonando a corrida. A seguir, foi a vez de um pneu daàda Ferrari F458 dos brasileiros Chico Longo, Enrique Bernoldi e Xandy Negrão estourar na entrada do S do Senna, fazendo os brasileiros perderem muito tempo também até conseguirem consertar o dano.

Na entrada da última hora, a Toyota chamou Lapierre para os boxes fazer seu pit-stop, sem a certeza que o combustível daria para completar este trecho. Porém, a vantagem para a Audi era grande o suficiente para fazer uma outra parada caso fosse necessário.àFaltando 5 minutos, a Toyota fez seu splash and go, para garantir a vitória da etapa paulistana da FIA WEC. Na LMP2, vitóra da Starworks Motorsports, com Vicente Potolicchio, Ryan Dalziel e Stephane Sarrazin com Zytek Z11SN. Na GTE Pro, Giancarlo Fisichella e Gianmaria Bruni sairam com a vitória e na GTE Am, o brasileiro Fernando Ress venceu junto com o francês Julien Canal e Patrick Bornhauser a bordo de um Corvette C6-ZR1 da Larbre Competition.

  • Share on Tumblr
  • http://twitter.com/FNS1982 Flávio Nelson

    Resumir 6 horas em 10 minutos, deve ser um novo recorde mundial.