Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Velocidade | 26/10/2014

Scroll to top

Top

2 Comments

Diário de Bordo: O caminho da vitória

Larissa Leite


Existem pessoas que não conhecem algumas palavras. Não é uma questão de vocabulário ou falta de estudo, é simplesmente uma escolha. Quem opta por este caminho sabe que não há volta, é preciso fazer sacríficios, é preciso ter uma força e ela nos agita, nos emociona e no fim, aplausos. Assim são os atletas, são os esportistas. Assim é Alex Zanardi.

Depois do acidente de 2001 na Champ Car, quem diria que ele voltaria a acelerar? Era fácil dizer que ele desistiria, mas não. Com próteses, Zanardi se reinventou e voltou a competir quatro anos mais tarde, e em cinco temporadas no WTCC, venceu quatro vezes.à Neste ano, já vi um certo rumor de Zanardi e Indy 500, esperemos.

A paixão pela velocidade não é uma febre que passa com qualquer remédio, de 2009 para cá, Alex Zanardi se descobriu, ou nós o descobrimos, como um vencedor no ciclismo paralímpico, venceu em Veneza, Roma e também em Nova York.

Dia 5 de setembro de 2012, um dia para ficar na memória daqueles que amam o esporte, daqueles que acreditam e desconhecem o significado de desistir. Zanardi conquistou o primeiro ouro em uma competição paralímpica no circuito de Brands Hatch, na pista que o italiano foi pole quando corrida na F3000.

Teremos mais Zanardi nas Paralímpiadas, anote na agenda: na sexta, 12h30 (horário de Brasília), prova de estrada (H4) e no sábado, 13h45 (horário de Brasília), o revezamento.


Para não perder o hábito, vamos aos pitacos da Fórmula Indy. Digo a vocês: ainda bem que o campeonato não terminou no domingo. Como a minha bola de cristal quebrou não irei fazer nenhuma previsão ambiciosa. Vou apenas dizer que temos quatro pilotos com chances matemáticas, dois da Penske, um da Ganassi e um da Andretti, sim ele voltaram a brigar por títulos.

O último campeonato da Andretti foi em 2007 com Dario Franchitti, que só ganhou as 500 milhas neste ano. Só? Parece pouco, mas longe disso. O da Penske foi em 2006 com Sam Hornish, aquela final polêmica lá em Chicago. A Ganassi é a equipe a ser batida, mas Scott Dixon não conseguiu nos impressionar como deveria. Não espero grandes surpresas para a decisão em Fontana, lembro apenas que Will Power perdeu boa oportunidade de sair de Baltimore campeão, ou consolidar uma vantagem,e na Indy qualquer falha pode ser definitiva.

Mas, agora é esperar e consultar outros astros!
Até a próxima!

  • Share on Tumblr
  • Ronaldo

    Temos quatro pilotos disputando o título? O Dixon está 53 pontos atrás e o Castroneves 52, sendo que mesmo que ele faça a pole e ganhe liderando mais voltas, o Power ganha 10 só por largar. O Hélio tem chance só se o WP não largar. Os quatro ainda podem ficar com o vice, mas o título só RHR e WP.

  • Ronaldo

    E, parabéns pro ZANARDI!