Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Velocidade | 28/11/2014

Scroll to top

Top

No Comments

Sertões: Palmas marca a metade da competição

Sertões: Palmas marca a metade da competição

Os pilotos do Rally dos Sertões chegaram a Palmas, capital do Tocantins, nesta quinta-feira e completaram assim o quinto dia de competição, chegando a metade da edição 2012. A briga continua acirrada em algumas categorias e em outras, já tem alguns favoritos se despontando rumo ao título.

E a dupla Bruno Sperancini e Thiago Vargas está lutando com todas as forças para Heronaldo Segundo e Guga Costa na classificação geral dos UTVs. Eles venceram novamente nesta quinta-feira, a terceira vitória consecutiva. No entanto, ainda estão cerca de 1h30min atrás e terão que remar muito para conseguir. Eles conseguiram nesta quinta especial descontar apenas 13 minutos e precisarão acelerar mais para alcançarem a meta. “Foi uma prova muito prazerosa de fazer, com estradões onde atingimos a velocidade de 130 km/h”, exclamou contente o piloto Sperancini.

Nos carros, depois de passar mal na quarta-feira e perder a liderança no geral, Stéphane Peterhansel voltou a vencer e retomou a primeira posição no geral. “Foi o primeiro dia em que não tivemos problemas. Sem batidas, sem enjoos, sem problemas de navegação e por isso foi uma etapa realmente muito boa”, comentou o francês. Guilherme Spinelli, que perdeu a liderança, teve um pneu furado no dia e perdeu muito tempo na troca, o que o fez perder pouca mais de oito minutos em relação a Peterhansel.

Nos caminhões, o trio Guido Salvini, Flávio Bisi e Fernando Chwaigert venceram nos pesados e Rafael Martiniz-Conde, José Papacena Neto e Leandro Oliveira nos leves. No entanto, a liderança no geral nos brutamontes continua com André Azevedo, Maykel Justo e Ronaldo Pinto e nos leves com Carlos Policarpo, Rômulo Seccomandi e Davi Fonseca. “Atingimos a velocidade de 170 km/h. O piso estava bom para ‘voar baixo'”, informou o navegador Bisi.

Jean Azevedo conquistou outra vitória nesta quarta-feira, mas no geral ainda continua atrás da dupla da Honda formada por Felipe Zanol e Dário Júlio. “Foi uma etapa muito boa, com pistas rápidas e sinuosas ao longo do percurso. Teve uma parte um pouco perigosa, pois havia um trecho rápido e com muitas erosões, então tive que redobrar a atenção”, disse Azevedo. Zanol que terminou em segundo e Dário em terceiro estavam mais preocupados com a especial da sexta-feira, que será a maior da competição.

Para fechar, nos quadriciclos, Marcelo Medeiros, venceu novamente e aumentou a vantagem na classificação geral. O ritmo foi tão impressionante que ele colocou mais de 10 minutos de vantagem para cima do segundo colocado, Ernesto Jun Watashi. Teve uma baixa muito importante no dia com Tom Rosa. O atual campeão acabou caindo, foi atendido pela equipe médica e não completou a prova.

  • Share on Tumblr