Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Velocidade | 31/10/2014

Scroll to top

Top

No Comments

Indy: Nos boxes, Scott Dixon supera Will Power e vence em Mid-Ohio

Thiago S. Rosa

O pilotoàneozelandêsàScott Dixon conseguiu sua 4ð vitória em seis corridas em Mid-Ohio. O piloto da Ganassi aproveitou-se do bom trabalho da sua equipe nos apertados pits da pista de Lexington em cima de Will Power. Mas mesmo com o revés para o piloto da Penske, nem tudo está perdido. Com a péssima prova de Hélio Castroneves e Ryan Hunter-Reay, o australiano voltou para a liderança do campeonato. Veja como foi a prova clicando no botão “Leia Mais”.

O início da corrida foi até movimentado, com uma largada forte no bloco de trás. Rubinho foi um dos que aproveitaram o começo da prova para ganhar posições, saindo de 13ð para 9ð, mesmo tocando seu carro contra Justin Wilson, que no final da primeira volta rodou e caiu para trás do pelotão.

Mas, no bloco da frente, nenhuma mudança entre os primeiros colocados. Power, Franchitti e Pagenaud mantinham as primeiras posições. Helio Castroneves, tentando uma estratégia diferente, foi um dos primeiros a parar nos pits, numa tentativa de recuperar posições.

Mas nada se alterou até as paradas dos líderes, que foi onde as mudanças ocorreram. Alguns pilotos, como Josef Newgarden e Ryan Briscoe, perderam muito terreno para os demais. Franchitti e Pagenaud também perderam suas posições para Dixon e Bourdais, que voltaram no encalço de Power, ainda líder, mas não com tanta vantagem para os demais pilotos.

Depois da parada, os pilotos resolveram não abusar e começou uma parte da prova em que nada acontecia. Apenas Hinchcliffe e Kanaan, que faziam uma estratégia de 3 paradas, ultrapassavam e ganhavam algumas posições. Masàemoçãoàmesmo veio, novamente, nas paradas. Power, Dixon e Bourdais entraram juntos nos pits e dessa vez, o piloto da Ganassi levou vantagem nos rivais e conseguiu a ponta da competição. Já o francês começou a perder rendimento após a parada e levou a ultrapassagem de Pagenaud.

Logo na sequência, Hunter-Reay viu sua prova ruir quando ele levou um pequeno toque de Takuma Sato, fazendo o piloto da Andretti ir parar na brita e perdendo muito tempo. Além dele, outro que viu a boa prova sumir foi Franchitti, que tocou no carro de àHinchcliffe, sofreu uma avaria no bico e teve que trocá-lo faltando 19 voltas para o final. Estes problemas ajudaram Hinchcliffe e Kanaan a subirem e terminarem entre os 6 primeiros colocados.

Novamente, o ritmo diminui bastante, mas dessa vez por um motivo mais justo: combustível. Com o tanque no limite, várias equipes pediram para seus pilotos pouparem combustível. Alguns não conseguiram, como JR Hildebrand. Já o restante foi até o final sem problemas, com mais uma vitória de Dixon na temporada.

Veja o resultado final da corrida:

  • Share on Tumblr