Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Velocidade | 27/11/2014

Scroll to top

Top

No Comments

Nascar: Os impressionantes finais de Daytona

Thiago S. Rosa


Foram duas provas completamente diferentes, interligadas apenas pelo final fantástico, que pôs à prova a habilidade dos pilotos que, dizem, tem que apenas acelerar em superovais. Se fosse somente isso, nãoàveríamosàestes excepcionais desfechos para as corridas de Daytona da Sprint Cup e Nationwide Series da Nascar. E que não foram secundárias mesmo com a punição de AJ Allmendinger horas antes da prova da Cup por ser reprovado em um exame antidoping da categoria.

Começando pela Nationwide, ela foi bem mais agitada durante todas as voltas da corrida. Com vários pilotos perdendo o caminho devido a prova em duplas e com parceiros nadaàamigáveis, caso de Ricky Stenhouse Jr. Por conta disso, tivemos dois grandes sustos: Danica Patrick batendo de frente seu carro com a barra de direção se deslocando perigosamente para cima, e um Big One com mais de 16 carros envolvidos.

Nada disso parou o renascimento de Kurt Busch, ganhando a prova com o carro da pequena equipe Phoenix Racing, de James Finch, depois de ser um dos vários carros envolvidos no grande acidente da prova. Para completar, outro forte impacto na linha de chegada.

Já na Sprint Cup, o destaque vai para a prova em grupo, o famoso “Pack”. Pilotos sendo mais conservadores, para evitar superaquecimento de motores, e menos acidentes no início. Mas no fim, a mesma coisa: um grande acidente, envolvendo 12 pilotos, e àum final de corrida espetacular, com Tony Stewart superando os favoritos da Roush Fenway Racing, Matt Kenseth e Greg Biffle, numa manobra fantástica na última volta. E claro, com novo acidente na chegada. E assim, os pilotos da Nascar fizeram a alegria de milhões de fãs da categoria de novo. Tem como não amar?

Para ver mais detalhes sobre a prova, acessem o blog do Nascar Brasil, com todas as informações das corridas.

  • Share on Tumblr