Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Velocidade | 24/10/2014

Scroll to top

Top

No Comments

GP3: Como ganhar 24 posições em 14 voltas e vencer uma corrida

A chuva de Silverstone no final de semana provocou uma situação inusitada na segunda corrida da GP3. O inglês William Buller, que bateu no início da corrida do sábado, largou na última colocação e após 14 voltas, venceu a corrida. Ele ousou uma estratégia que acabou dando certo e com isto, “papou” todo o grid. Buller saiu com pneus slicks enquanto o resto do grid usava os compostos intermediários, pois a pista ainda estava úmida. Buller foi ganhando posições rapidamente e faltando duas voltas para o final, assumiu a liderança da corrida e partiu para vitória.

Na largada, Kevin Ceccon pulou muito bem e manteve a ponta e atrás dele, Tio Ellinas superou Alex Brundle para assumir a segunda colocação. No fim da primeira volta, Ellinas passou Ceccon e assumiu a ponta. O brasileiro, competindo com a bandeira britânica, Fabio Gamberini, parou nos pits no fim da volta de apresentação para trocar os pneus para slick e saiu do fim do grid. O inglês William Buller, que largou da última posição no grid, ganhou seis posições só na primeira volta, pulando para 19ú.

Antonio Felix da Costa, que venceu a primeira bateria, também começou muito forte e foi de oitavo para segundo em apenas duas voltas. Já Mitch Evans fez o caminho contrário e depois de pular para terceiro na primeira volta, caiu para décima colocação nas voltas seguintes. Kotaro Sakurai parou na quinta volta para arriscar também com os pneus slicks quando estava na 13ê colocação. Patric Niederhauser foi outro piloto que se destacou no início, pois largou em décimo e na sexta volta pulou para segundo ao ultrapassar Felix da Costa.

Mas quem impressionava mesmo era Buller, que no meio da corrida já estava em sétimo, depois de largar da última colocação. Na sétima volta, Niederhauser passou Ellinas e assumiu a liderança da prova. Na mesma volta, Evans parou nos pits para colocar os slicks. Ellinas, que estava em segundo, parou na oitava volta para troca de pneus. O brasileiro Fabiano Machado também apareceu bem na segunda parte da corrida e ocupava a oitava colocação. Buller continuou a levar vantagem por ter largado de slicks e faltando cinco voltas para o fim, ele já estava na segunda colocação.

No fim da mesma volta, nos “esses” depois da antiga largada, Buller colocou por dentro na última perna e numa bela manobra, assumiu a liderança da corrida. Conor Daly, também com os pneus slicks, fazia o mesmo belo trabalho de Buller e na volta 10 estava em terceiro depois de largar no meio do grid. Alice Powwel, que parou nos pits e trocou os compostos, não se deu tão bem e acabou rodando e parou na brita. Faltando duas voltas para o fim, Daly também passou Niederhauser para assumir a segunda colocação.

Na volta 12, Daniel Abt rodou e ficou parado na beira da pista. Poucos segundos depois, Marlon Stöckinger escapou no mesmo ponto e bateu no carro de Abt que estava parado. Aaro Vainio também atropelou o carro de Matias Laine numa freada e os dois tiveram que abandonar a corrida. Não teve tempo para mais nada e William Buller confirmou a vitória com Daly em segundo e Niederhauser na terceira colocação. Gamberini, brasileiro correndo com a bandeira britânica, foi o oitavo e Fabiano Machado o nono.

Confira abaixo o resultado final da corrida:

  • Share on Tumblr