Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Velocidade | 22/11/2014

Scroll to top

Top

F1
No Comments

F1: Simplesmente Alonso

F1: Simplesmente Alonso

O GP da Alemanha de F1 serviu para coroar o bom desempenho de Fernando Alonso com a Ferrari garantindo não só a pole, mas também a vitória e ampliando, ainda mais, a vantagem na classificação do campeonato. No mais, foi uma prova morna, com boas disputas por ultrapassagens, os líderes sempre agrupados e azar para os brasileiros.

Confira como foi esta corrida:

Pista seca, sem nenhuma chance de chuva. Foi assim do início ao fim da prova. Na largada, os líderes mantiveram as suas posições e a confusão aconteceu no pelotão traseiro e envolveu os dois brasileiros do grid. Massa deixou para frear em cima da hora e acabou acertando o carro de Ricciardo. Com isso, perdeu o bico da sua Ferrari e teve de ir para um pit bem prematuro. Esse lance serviu para determinar a participação do brasileiro na prova, que foi bem discreta e encerrada em apenas um 12o lugar.

Já Senna se envolveu em um enrosco com Grosjean no qual ambos tiveram de ir aos boxes também. O brasileiro teve que trocar um pneu furado e o francês o bico. Prova de recuperação para ambos, que terminaram lá no fim do pelotão, com Senna em 17o e Grosjean o 18o.

Mais um a enfrentar com os danos em seu carro foi Hamilton. Ele que comemorava o seu GP de número 100, viu tudo dar errado na prova. Ele foi mais um a comunicar a equipe que estava com problemas e acreditava que deveria se retirar. Porém, foi aos boxes e conseguiu acertar seu equipamento e prosseguir. Aliás, ele protagonizou um dos momentos inusitados da prova, quando era retardatário e queria porque queria ultrapassar Alonso, depois de passar um Vettel que não ficou nada feliz com essa, digamos, ousadia. O inglês não conseguiu e pouco tempo depois foi para os boxes e ficou como o único piloto a abandonar esta prova.

Devemos destacar algumas boas brigas nessa prova protagonizadas por Raikkonen, Perez, Kobayashi, Di Resta, Hulkenberg e até Button, que estava com o desempenho bem apagado há um certo tempo. Inclusive, foi ele quem protagonizou uma mudança entre os líderes passando Schumacher um pouco antes de todos realizarem as suas primeiras paradas. Aqui vale mencionar o bom trabalho de Raikkonen, que parou um pouco antes dos demais e, com isso, conquistou quatro posições.

Mais à frente, chegamos ao momento chave da prova. Os líderes estavam bem agrupados e Button chegou forte em Vettel e de quebra fez a ultrapassagem. Essa aproximação se deu por conta do incrível trabalho de boxes da McLaren, que não só foi o mais rápido, como entrou na história por ser recorde com apenas 2s31.

E o inglês conseguiu se distanciar do alemão e partiu para a caça do primeiro lugar. Só que nas últimas voltas da prova seu rendimento caiu e Button passou a ser fortemente ameaçado por Vettel. Usando a zebra e mais um pouco, o piloto da Red Bull partiu para o segundo lugar e no mesmo instante a McLaren era acionada pelo rádio para comunicar aos comissários a manobra e exigir sua investigação. Pois bem, o resultado demorou a sair e de segundo Vettel caiu para quinto, por ter 20s acrescidos em seu tempo final.

Confira abaixo o resultado final da prova, já com a punição aplicada:

1) Fernando Alonso
2) Jenson Button
3) Kimi Raikkonen
4) Kamui Kobayashi
5) Sebastian Vettel
6) Sergio Pérez
7) Michael Schumacher
8) Mark Webber
9) Nico Hulkenberg
10) Nico Rosberg
11) Paul di Resta
12) Daniel Ricciardo
13) Felipe Massa
14) Jean-?????ric Vergne
15) Pastor Maldonado
16) Vitaly Petrov
17) Bruno Senna
18) Romain Grosjean
19) Heikki Kovalainen
20) Charles Pic
21) Pedro de la Rosa
22) Timo Glock
23) Narain Karthikeyan

No próximo final de semana já acontece o GP da Hungria.

  • Share on Tumblr