Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Velocidade | July 10, 2014

Voltar para o topo

Topo

F1
Sem comentários

F1: Domínio de Hamilton e dobradinha da Lotus

O dia na F1 era de Lewis Hamilton. Com uma prova impecável, o inglês liderou de ponta a ponta e não deu chance aos rivais. A Lotus bem tentou mudar essa história, com seus dois pilotos inclusive, mas teve de se contentar com a dobradinha no pódio.

Vettel ficou com o quarto lugar, seguido de Alonso e Button. Senna veio em uma boa exibição e, mesmo pressionado por Webber no final da prova, fechou com o sétimo lugar – bem à frente de Maldonado, que foi apenas o 13ú. De Massa já não podemos falar o mesmo. Ele encerrou em nono, atrás de Alonso – o aniversariante do dia, que foi quinto.

Confira como foi essa prova:

Na volta de apresentação as luzes não ficaram vermelhas, mas sim com um amarelo piscante e o carro de Michael Schumacher não saiu do lugar. A direção de prova pediu para que os pilotos dessem uma nova passagem e enquanto isso o carro do alemão era retirado do lugar. Pelo rádio, ele disse à equipe que está tudo bem, mas quando viu as luzes imaginou que a largada seria abortada e o carro apagou.

Os pilotos foram para seus lugares novamente e, dessa vez, sem nenhum problema largaram. ????? possível até dizer que esse foi o momento mais emocionante da corrida, com o pelotão todo agrupado e disputando algumas posições. Nesse momento, Button conseguiu a ultrapassagem em Vettel quando o piloto tentava uma ultrapassagem para cima de Grosjean. Nesse momento ultrapassagem brasileira com Senna deixando Massa para trás.

Mark Webber foi o que teve uma das melhores largadas ganhando quatro posições e pulando do 11ú para o 7ú lugar. Logo depois, Schumacher fez seu primeiro pit stop e teve de ir aos boxes novamente, pois foi punido por excesso de velocidade.

Hamilton abria cerca de 2s de vantagem para Grosjean e ambos começaram a alternar voltas mais rápidas. Mais atrás, Raikkonen vinha colado em Alonso pelo quinto lugar. Em um replay vimos uma rodada de Glock completamente sozinho, o que não mudou completamente nada na prova.

Mais ou menos na volta 16, os líderes começaram a fazer as suas paradas. Um dos primeiros a ir para os boxes foi Button, depois de um pequeno erro na curva 4. Vettel volta logo atrás de Button na sua parada e Alonso retornou com Perez – que não foi aos boxes, à sua frente. Grosjean ficou um pouco mais que Hamilton na pista, mas seu pit foi mais lento: 4.9s contra 4.2s do inglês.

Alonso consegue a ultrapassagem para cima de Perez e avança para a sétima posição. Logo depois, o espanhol tem Raikkonen à sua frente e Webber atrás, dois que tinham acabado de parar. Senna pressionava Perez para ganhar sua posição. O brasileiro conseguiu e logo após o mexicano foi aos boxes.

Grosjean e Hamilton continuavam a trocar tempos e a diferença entre os dois variava entre 1.5 a 2.5s. Um tempo depois, os pilotos começaram a realizar mais uma rodada de pits. Nesse momento, a McLaren diz que Hamilton teria que trocar a sua estratégia e Webber dizia para a Red Bull que acreditava que os pneus de Alonso estavam bem desgastados.

O tráfego ajudou Grosjean a diminuir a distância para Hamilton. Vettel fez sua segunda parada e trocou para os compostos médios. A parada do alemão foi de 3.3s e ele retornou no sexto lugar, logo à frente da briga entre Button e Senna. Grosjean foi mais um a parar e voltar com os compostos médios. Ele voltou atrás de Alonso, no quarto lugar.

Hamilton para com um tempo de 2.8s e volta à frente de Grosjean, com Kimi na sua frente, que ainda não havia ido aos boxes. Aliás, o finlandês aproveitou esse momento para dar uma virada na sua prova. Ele veio com voltas muito rápidas e abriu uma boa distância dos demais. Ao sair dos boxes encontrou justamente com Grosjean, que jogou um pouco o carro para cima do seu companheiro de equipe. Mas, não deu para o francês e Raikkonen passou de fato a ser o segundo colocado da prova.

Mais atrás, um incidente entre Hulkenberg e Maldonado. O venezuelano tocou o carro do alemão, que deu uma escapada da pista e foi punido com um drive through. Mais uma punição para a sua lista.

Três abandonos nessa parte final da corrida: Schumacher, Karthikeyan e Kobayashi. Faltando poucas voltas para o encerramento da prova, o que vimos foi uma tentativa constante de Raikkonen chegar em Hamilton, mas o dia era do inglês. Liderando de ponta a ponta, faltou apenas a volta mais rápida, que ficou com Vettel. Um pódio um pouco diferente com uma McLaren e duas Lotus.

Resultado do GP da Hungria:

  • Share on Tumblr